sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Contos de Fadas com Evandro Santo...Entrevista


Sua história é um Conto de Fadas, mas ele jura que não é nem a Gata Borralheira e muito menos a Pretty Woman!! Será?????? Seu ídolo? Madonna, claro! Confissões, e algo + sobre Evandro Santo que você só encontra aqui...

Brog: http://ovulando.virgula.com.br/
“Nasci de mãe solteira, nunca vi meu pai, fui criado por uma tia avó até os 6 anos de idade em BH ,fui pra Uberaba morar com minha mãe,saí de casa aos 14 anos e estou fora até hoje. Estudei dança (porcamente), teatro(porcamente), comédia(brilhantemente e com amor). Me especializei em humor de festas, telegramas animados,animações e teatro empresarial. Em 2007 fui pego pela tv, rádio,e blog e o resto...é uma linda história sem dívidas.” By Evandro Santo

@MiaPalenza Alguém já deve ter dito à você que a sua história é um contos de fadas. Foi arrancado dos braços da tia, pessoa que você pensava que fosse sua mãe...e derrepente o sonho acaba....adeus pudin e pavê de abacaxi. Então, é obrigado a conviver com o Padastro, apanha diariamente da mãe Helena (tipo novela de Manuel Carlos, rs) Como foi essa fase pra você?

@SantoEvandro Uma fase bem complicada e eu ficava horas e dias fantasiando com a idéia de fugir dali e vir para Sampa. Eu tinha uma idéia muito fixa por esta cidade e queria vir pra cá, pra "vencer". Eu tinha um mundo só meu, de fantasias, músicas, danças e leituras que ninguém entrava, só eu e minha imaginação, Então, quando a situação se tornava por demais desagradável, eu corria para este meu mundo interno e dava certo...por algumas horas.
@MiaPalenza Você, com certeza, conhece o conto italiano popular chamado “A Gata Borralheira”. do escritor francês Charles Perrault. Você já parou para pensar que a sua história é bem parecida com a história da “Gata Borralheira?

@SantoEvandro: Não tem nada a ver, rsrsrsrs. Ela era muito ingênua, as coisas aconteceram para ela, sem que ela se movimentasse: A fada, o vestido a carruagem. Eu sempre quis a fada, o vestido, a carruagem , só que fui atrás e saí fora da madrasta e irmãs maldosas.

Eu sabia que algumas coisas seriam provisórias e quanto mais eu lesse, escrevesse, e soubesse das coisas, mais fácil iria ser para eu vencer. Deixei de ser inGênuo muito cedo...rsrsrs.

@MiaPalenza Aos nove anos de idade, você pega a estrada para São Paulo, mas a Polícia o devolve para sua mãe, quem te espera furiosa. Mais uma vez parece história de contos de fadas. Onde a “bruxa”, (referindo-me a Polícia), impede que você encontre o caminho, ou a saída da floresta, e a “felicidade”. Você sabia o que estava fazendo? Você se sentiu frustado, ao ser resgatado pelos policiais?


@SantoEvandro Ali eu tinha 9 anos e sabia que eu não sobreviveria sozinho. Aquilo foi mais um grito de socorro, uma maneira de ganhar um tempo das surras, de me tratarem um pouco melhor por alguns dias. Deu certo. Por alguns dias, rsrsrs.

@MiaPalenza Você já recolheu latinha e ferro velho nas ruas, pediu comida nas lanchonetes de um shopping. Situação sub humana. Logo após, foi caçado pelo juizado de menores. Você não era, mas foi tratado como um menor infrator. O que esse período difícil representou na sua vida?

@SantoEvandro Era um período que eu queria fazer algum dinheiro, afinal, as coisas bonitas custam caro... E não tinha muito esta noção de marginalidade... queria vender algum cobre, algum alumínio e ter dinheiro para nadar em todos os brinquedos do parquinho e comprar todos os gibis que eu pudesse.

@MiaPalenza Adoro a parte de sua história, em que você relata “um período marginal”. Na minha visão jornalística, foi um período meio “Pixote”. É obvio que você nunca matou ninguém. Pixote: o ator, morreu... Evandro: o ator, sobreviveu e venceu! Fale-nos sobre esse momento fascinante da sua vida.

@SantoEvandro O período marginal, é a hora em que você cai na vida e tem contato com todo o tipo de gente, pessoas boas e ruins e aprende o que é a vida, que todos tem um lado bom e ruim e estes oscilam perante a sobrevivência. E quando você aprende a ter jogo de cintura, malandragem, e percebe o valor da palavra integridade, que é quando você percebe que apesar de todas as coisas que acontecem, mesmo na guerra, você pode preservar seus sonhos e seu caráter. É como se você dissesse para você mesmo:

“Até aqui vocês me roubam, mais do que isto, não permito, senão, daqui a pouco, cadê eu?”

É qdo você mora com todo tipo de gente, faz tudo para conseguir pagar o aluguel, as contas, é quando você percebe o que é capaz de fazer para comer. Instrutivo!

@MiaPalenza Me fala um pouco da “Lilian” sua primeira paixão...você ainda tem contato com ela?

@SantoEvandro Eu tinha 11 e ela tinha 11 anos também. Só que como toda garota exxxxperta, ela preferia os meninos mais velhos, que já tinham mobilete e pêlos nas pernas... Eu não tinha a menor chance e corria atrás, e isto durou um ano. Depois, criei vergonha na cara e passou. Mas ano passado, em uma noite de insônia eu a procurei no Orkut, achei-a e nos falamos. Ela é mãe, mas mora em Portugal e quem toma conta da filha dela é a mãe. A história de sempre, rsrsrs.


@MiaPalenza Ainda na sexta série, você escreve, dirige e atua em um peça sobre Snoppy, rs...Atuar eu sei que é o seu mundo, mas, você consegue enxergar Evandro Santo diretor de teatro ou cinema? Já pensou em escrever e dirigir um filme sobre a sua vida, ou uma super produção infantil, no Teatro?


@SantoEvandro Escreveria algo para alguma atriz, algo cômico, mas com um fundo emocional, algo que critica a sociedade patriarcal, a banalização da sexualidade feminina e a busca da perfeição corporal, algo engraçado, com alguns palavrões, e tem que ser solo!

@MiaPalenza Às vezes eu tenho a impressão de que o Christian Pior do Pânico imita o Evandro Santo da vida real. Um menino que teve a matrícula negada várias vezes, que tirou a roupa em um desfile de 7 de setembro...rebelde, sem medo. Quem é o Evandro de verdade?

@SantoEvandro Eu sou apenas um rapaz que tenta impressionar a mãe e ser aceito pelos amiguinhos no colégio.

@MiaPalenza  Imagino a seguinte cena: você varrendo um chão sujo, mas feliz e radiante da vida. A cena foi essa? Você tinha essa convicção de que tudo poderia mudar? Quando você sentiu, ou percebeu, que você havia nascido para brilhar?

@SantoEvandro Quando você é criança, você sonha muito. E tem amigos e coisas imaginarias e estas coisas podem ser o seu refúgio. Eu me refugiava no meu mundo, onde eu era querido, popular e especial. E mesmo depois de adulto, eu me refugiava neste mundo. E sonhei com o que está acontecendo muitas vezes. Sonhei tanto que acreditei e trabalhei muito enquanto sonhava. Sonho e trabalho, acho que esta combinação da certo!


@MiaPalenza  Ainda no Conto de Fadas, temos a fada madrinha que providencia lindos vestidos para a menina, sapatinhos de cristal e ouro....rsrs Na sua Bio, você conta que foi ajudado e posteriormente despejado da casa de alguns travestis. Esses travestis, foram suas fadas madrinhas? Foi um ponta-pé inicial na sua carreira artística? Tipo: Hey...acorda pra vida!!!


@SantoEvandro Na verdade, os travestis meio que cagavam para mim, e eu precisava de um lugar para dormir e trocar de roupa... Era uma vida louca, divertida, porque eles eram cabelereiros e nas noites de sábado, se montavam para fazer show na boate de Uberaba. Era tudo muito pitoresco, cru, engraçado e divertido. Mas acho que não me influenciaram não. Eu já estava acordado para a vida e aquilo fazia parte da questão: "sobrevivencia"...

@MiaPalenza Da Zona leste e da Cohab de Sapopemba, direto para o Pânico na TV! Mas uma história de Cinderella, só que agora, não mais com roteiro da Disney e sim uma história bem moderna e hollywoodiana... como a história do filme: “Uma linda mulher”. Permita-me compará-lo a Julia Roberts. Foi assim que você se sentiu, ao ter sua primeira chance na TV?

@SantoEvandro Não... Uma Linda Mulher era uma mulher desiludida, que foi salva pelo amor, sem planos, sem ambições. Quando tocada pelo amor, ela resolveu sair da vida e fazer algo dela... Eu saí de casa querendo fazerr alguma coisa da vida, e fui dando um jeito de torná-la interessante. E depois, não me vi como cinderela... olhei tudo com uma certa desconfiança, afinal, eu tive muitos "quase lá" na minha vida e não queria quebrar a cara de novo.


@MiaPalenza  Hoje você encontrou o seu “Richard Gere”, ou melhor, Emílio Zurita, com quem trabalha na Rádio e na TV. Em consequência desta parceria, você também encontrou o Sucesso. Com o sucesso, veem as facilidades, e com as facilidades, veem as falsas amizades. Como você tem encarado, ou lidado com tudo isso?

@SantoEvandro Tenho os mesmos amigos de sempre. E tenho os meus amigos/conhecidos/colegas da minha vida de pessoa jurídica. Ajuda muito o fato de eu adorar ficar sozinho. Então sei ser jurídico e físico e sei a hora de cada um deles entrar. E a pessoa física é esperta, vivida e muito mais exigente que a jurídica. E o mais legal é que uso a jurídica para esconder a física. Entendeu? rsrsrs.

@MiaPalenza  Após o sucesso, é certo que você já teve o seu momento Pretty Woman, e pelas suas andanças, já deve ter passado em frente a tal loja daquela vendedora (pessoas que passaram pela sua vida) que um dia o tratou mal. Você desfilou com as suas sacolas de grifes, como quem diz: “venci”? E se você fez isso, qual foi a sensação?

@SantoEvandro Muitas vezes, quando gravo o Meda, estou gravando para alguns inimigos do passado. Quem disse que a mágoa não constrói? Rsrsrsrs

Muitas vezes, estar na tv, é uma grande vingança exibicionista. Só o fato de ser conhecido e famoso, já é um tapa na cara de muitas pessoas. E depois, fama e sucesso, dão trabalho, então eu gasto mais tempo pensando em como manter isto, do que em provocar gente do passado ou do presente que me odeia. Muitas vezes, provoco... adoro um conflito!
@MiaPalenza  No seu Twitter você postou que está lendo o livro o Pequeno Príncipe, escrito pelo autor, jornalista e piloto francês Antoine de Saint-Exupéry. No trecho, do Príncipe a Raposa (cativar) , temos uma profunda lição sobre a amizade, e sobre como cativar um amigo. O quanto somos responsáveis por aqueles que nos têm como amigo. “O essencial é invisível para os olhos.” Você pode nos falar um pouco sobre isso, ou não dá pra ter amigos verdadeiros, quando se tem a fama?

@SantoEvandro O importante é ter bons amigos antes da fama... Mas você pode ter alguns bons amigos depois também... A fama tem dois lados e você tem que saber disto e não ser sonhador demais e nem cético demais. Curta e critique, entre e observe, beba mas com “Engov”, é isto. E nada disto, te protege de desilusões porque vivemos uma vida de adulto.

@MiaPalenza  Quais são os seus Planos para o Futuro? Você tem algum Projeto para estrelar um programa próprio? Presente é tudo?

@SantoEvandro Um livro, uma música e um filme, e daqui a alguns anos, um programa para a mulherada, que é grande parte do meu público.

@MiaPalenza  Deixe uma mensagem de incentivo para a galerinha do Twitter, que te ama tanto e que se identificam com você.


@SantoEvandro Eu trabalho para fãs e não para o "meio".


“Porque artista sem fã é como prostituta sem vagina, não serve para nada...rsrsrsrs”



@MiaPalenza  Quero te agradecer de coração. E desejo que a sua vida continue rodeada de príncipes, fadas e Richards Gere’s, e que o sucesso que você tem alcançado, com o Programa Pânico e o Teatro, seja apenas o início de uma linda história com o final feliz. Perder o sapatinho, tem lá suas vantagens, não é Evandro?

@SantoEvandro bjs e finalmente acabamos...evandro.

MEDA!!!

Então é isso gente, após longos 5 meses de negociação...de e-mail´s no eixo Rio-São Paulo, São Paulo-New York... rs...entrego à vocês a entrevista da minha vida...no final Evandro conclui a entrevista e escreve o seu nome com letrinhas minúsculas...e como tudo na vida dele, não é ao acaso...eu vi uma mensagem nisto...hoje Evandro Santo é uma personalidade, uma pessoa famosa, a tal celebridade...mas, e como tudo tem um mas... ele continua o mesmo menino simples e sonhador que veio lá de Uberaba pra fazer a gente sorrir. E como ele mesmo diz:

“Fervam e Brilhem” Porque a vida é curta...aproveitem ao máximo, respeitem as pessoas e vivam as oportunidades com toda a garra do mundo! Mia s2

Madonna - Like A Virgin♥

Ele tem a Coleção da Madonna...s2

Os quadrinhos foram feitos pelo @alucinomatto do Blog

http://rtaimano.blogspot.com/


Uma Pequena  Bio: Evandro Santo é Natural de Belo Horizonte, nasceu em 10 de dezembro de 1974 é um ator, cantor e humorista brasileiro. Está no ar no programa  Pânico da RedeTV, com o quadro "Meda", em que interpreta Christian Pior, um estilista gay do interior que deseja ser amigo dos ricos e vive criticando os pobres, sátira ao estilista Christian Dior. Ultimamente dando pinta por New York City e Europa aforaaaaaaa.... ♥  Sua última aventura... interpretou Lady Gaga na Festa de seis anos do PGM Pânico.

EMÍLIO ZURITA

APRESENTA LADY GAGA BY CHRISTIAN PIOR











23 comentários:

  1. Luciano Motta @alucinomatto29 de janeiro de 2010 22:24

    falar oq neh ... adimiro demais os dois tanto a entrevistadora como o entrevistado ... show de bola ... parabens :)

    ResponderExcluir
  2. Adorei a entrevista! o entrevistado e os cartoons! como sempre arrasaram! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Perdi as contas de quantas vezes a entrevistadora o comparou com a maldita "Gata Borralheira"...

    ResponderExcluir
  4. Parabéns ! Gostei muito, beijos da Ana Banana

    ResponderExcluir
  5. Curto mto o trabalho do evandro e o blog realmente esta muito legal

    ResponderExcluir
  6. Dona moça!!! Perfeita a entrevista!!! Parabéns!!! Cê vai longe!!!

    ResponderExcluir
  7. Achei muito boa essa entrevista, gosto demais do trabalho do Evandro igual a ele não tem mesmo!Acompanho todos os dias o "Brog" dele e morro de rir!

    ResponderExcluir
  8. Gostei muuuuuuuuuuuuito.Parabéns aos dois, entrevistadora e entrevistado.Evandro com seu Cristian Pior é o momento que espero no programa Pânico.Tiradas rápidas de um humor ferino que ele sabe aproveitar bem.Sucesso, Evandro.

    ResponderExcluir
  9. ahazaram os dois .. parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Amei essa entrevista, porque também passei por dificuldade na infancia, com 8 anos de idade minha mãe me deu para uma mulher mim criar e ela mim humilhou muito, hoje moro com a minha mãe e não consigo sentir nenhum sentimento por essa pessoa que não soube da o amor que eu precisava.

    ResponderExcluir
  11. Amei sua entrevista o evadro santo amiga muito boa ,arrasou como sempre de sua seguidora kristiane 123 bjos

    ResponderExcluir
  12. mia massa, eu n conhecia esse lado do evandro...q ele sofreu tanto...muita bonita a entrevista amei amiga PARABENS...CACAU

    ResponderExcluir
  13. Adorei a entrevista e os quadrinhos, muito bom conhecer além da pessoa que a gente vê na TV! A gente nunca sabe qual a historia dela, e essa realmente me emocionou muito!

    ResponderExcluir
  14. Parabéns ótima postagem! Apesar que ele é chato D+ mais sua entrevista ficou 10...

    ResponderExcluir
  15. Parabéns Evandro, bela caminhada!
    Adoro quando Christian Pior diz: "Olha isso gente, mooooorre de inveja Uberaba" é isso aí, la em Uberaba o pessoal é assim mesmo, invejoso, obcecado por status e isso é definitivamente um tapa com luva de pelica na cara de muitos por lá.
    Agora que a Helena batia diariamente no Evandro pra mim foi um choque, não é assim que ela parece ser e a propósito, o filho mais novo dela é um adolescente, mas já é cheio de personalidade e estilo, deve se inspirar em alguém.

    Parabéns a dona do blog!

    ResponderExcluir
  16. Mia, vc me convenceu a ler. Repito, parabéns pelo seu trabalho que foi muito bem feito. A entrevista (nas respostas), entretanto, não mudou minha opinião sobre o cara. O humor do Pânico não é o humor que me agrada, assim como, aliás, o estilo que permeia a TV hoje em dia. Para quem é de uma geração que aprendeu a admirar Chico Anizio, Valter D'Ávila,Rogério Cardoso, entre outros 'monstros', fica difícil.

    De qualquer forma, a história do entrevistado não é comum e ele tem o mérito de de ter feito uma bela limonada (na vida) com raros limões.

    Abraço.
    ET: Não esqueça que também sou blogueiro.Abraço.

    @eryroberto

    ResponderExcluir
  17. Eeeta, que cinderela de sapato prada *-----*

    ResponderExcluir
  18. Boa entrevista! Descontraída e com uma contemplação constante sobre o entrevistado. Parabéns.

    ResponderExcluir
  19. te amo,tudo que vc faz é lindo,pois sei que é com muito carinho,nós adoramos o evandro,ele é a melhor das celebridades do twitter,e vc é maravilhosa,essa mistura é ummmm,prefumosa,estilosa,e e e e maravilhosa s2,s2,s2,s2,s2

    ResponderExcluir
  20. aaaadorei a entrevista *-* e a história dele é muito linda, embora muito sofrida, adoro demais ♥

    ResponderExcluir
  21. É isso ae gente!!! Sei que muitos comentários ainda virão...alguns óteeeemmos demais...outros nem tanto...afinal...se o ser humano fosse perfeito não estaríamos cercados por guerras, conflitos familiares e desilusões!!! Então vai aqui o meu grande beijo de agradecimento à todos os que teem acessado e deixado o seu carinhoooo aqui no meu Blog! Beijos à todos! Amo vcs!

    ResponderExcluir
  22. Conduziu Razoavelmente Bem... Continue Sempre Persistindo... #DICA não faça perguntas tão obvias deixe o entrevistado se sentir seguro sem uma obviedade de uma pergunta comum!!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita!!! Espero que tenha gostado do conteúdo! Por gentileza, deixe seus valiosos comentários, críticas e sugestões, pois eles são muito importantes para minha vida! Você é uma pessoa muito especial. s2 Volte Sempre!!

Cantinho Cecília Meirelles

Cantinho Cecília Meirelles
07/11/1901 - 09/11/1964

Ou Isto ou Aquilo

Ou Isto ou Aquilo
Ou se tem chuva e não se tem sol, ou se tem sol e não se tem chuva!
Ou se calça a luva e não se põe o anel, ou se põe o anel e não se calça a luva!
Quem sobe nos ares não fica no chão,quem fica no chão não sobe nos ares.
É uma grande pena que não se possa estar ao mesmo tempo em dois lugares!
Ou guardo o dinheiro e não compro o doce, ou compro o doce e gasto o dinheiro.
Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo…e vivo escolhendo o dia inteiro!
Não sei se brinco, não sei se estudo, se saio correndo ou fico tranqüilo.
Mas não consegui entender ainda qual é melhor: se é isto ou aquilo.

Cecília Meireles
(1901-1964)

Lena d'Agua